Apresentação

A ideia para criar este blog surgiu no âmbito do tema da nossa Área de Projecto, que relaciona a saúde e os avanços da ciência e da tecnologia nos nossos dias com o quotidiano.

Escolhemos o tema da auto-imunidade porque está inserido no fascinante capítulo do livro de Biologia doptado pela escola, "Imunidade e Controlo de Doenças", e também pois a pesquisa será muito importante para a nossa vida profissional futura.

Neste blog postaremos inúmeras doenças auto-imunes, e esperamos que estas informações sejam úteis aos leitores.

sexta-feira, 2 de maio de 2008

NEFRITE

A Nefrite resulta de um processo inflamatório difuso dos glomérulos renais. O fenómeno imunológico responsável pela Nefrite ocorre quando uma substância estranha (antigénio) entra na circulação e é conduzida às defesas do nosso corpo, o organismo para se defender do antígeneo produz um anticorpo. A reunião do antígenio com o anticorpo forma um complexo solúvel antígénio-anticorpo que ao circular pelo organismo pode depositar-se nos tecidos, criando lesões inflamatórias. Se o tecido atingido for o glomérulo a lesão inflamatória passa a chamar-se glomerulonefrite.
Esta doença pode apresentar-se na forma aguda ou crónica. Na Nefrite aguda ocorre sangue e edema pelo corpo todo e ainda ocorre também hipertensão arterial. Após seis meses de evolução da forma aguda a nefrite cronifica.
As causas mais comuns de glomerulonefrites são de origem infecciosa sendo estas provocadas por qualquer microorganismo (exemplo malária, herpes, salmonela, etc) que forme o complexo antégenio-anticorpo e o precipite no rim. Existem também causas não infecciosas que são provocadas por doenças de vários orgãos ou por medicamentos como lítio e ouro que libertam antígeneos e desencadeiam o mecanismo imunológico que leva à nefrite.
Os sintomas que se sentem são diminuição da urina ou esta ficar com cor do sangue, apresenta edema nos olhos e/ou nas pernas e hipertensão. Quando este sintomas são apresentados ao médico é ele que irá descobrir se se trata de nefrite infecciosa ou nao infecciosa. O diagnóstico é feito através de exames laboratoriais.
As Nefrites agudas, que ocorrem após a infecção bacteriana, requerem apenas repouso e cuidados com o excesso de água e sal. Se a infecção ainda está presente deve ser utilizado o antibiótico adequado.
Passada a fase aguda deve-se tratar o processo inflamatório e reduzir a formação do complexo antígeno-anticorpo que esta a lesar o rim. Isto é feito pelos antiflamatórios esteróides e não esteróides e imunossupressores. Quando ja há lesões crónicas, o tratamento é o de sustentação e impedimento do avanço das lesões.

Sem comentários: