Apresentação

A ideia para criar este blog surgiu no âmbito do tema da nossa Área de Projecto, que relaciona a saúde e os avanços da ciência e da tecnologia nos nossos dias com o quotidiano.

Escolhemos o tema da auto-imunidade porque está inserido no fascinante capítulo do livro de Biologia doptado pela escola, "Imunidade e Controlo de Doenças", e também pois a pesquisa será muito importante para a nossa vida profissional futura.

Neste blog postaremos inúmeras doenças auto-imunes, e esperamos que estas informações sejam úteis aos leitores.

sexta-feira, 2 de maio de 2008

NEUFROPATIA IGA

Neufropatia IgA é também conhecida como IgA nefrite e doença de Berger (mas não confundir com esta última) é uma forma de glomerulonefrite ou seja inflamação do glomerulo do rim. Esta doença auto-imune é caracterizada pela deposição de anticorpos IgA no glomerulo.
Os sintomas sentidos são fraca hematúria (presença de hemácias na urina), pòs-estreptocócica glomerulonefrite (desordem do glomerulo ou pequenos vasos sanguíneos nos rins, na sequência de uma infecção por estreptococos), insuficiência renal aguda (embora seja raro ocorrer). Alguns sintomas mais raros que podem também fazer-se sentir são proteinúria (presença em excesso de proteínas séricas na urina), insuficiências renal crônica e síndrome nefrótica.
O teste da urina chamado urinálise normalmente fornece as primeiras pistas da presença da doença. Utiliza-se fita própria que muda de cor quando o sangue ou a proteína está presente na urina. Se o teste for positivo, a urina será então examinada com um microscópio para observar as hemácias. As hemácias podem agrupar-se formando pequenos tubos, estes são chamados de lança porque são formados dentro dos rins.. Se estes tubos forem encontrados, significa que os rins estão danificados.
Testes sanguíneos para medir os resíduos e produtos de sangue. Dois exemplos são da BUN e creatinina (BUN). Se o BUN e creatinina estiverem em níveis elevados, isso significa que os rins não estão a funcionar bem. Se os níveis de creatinina são altos no momento do diagnóstico, o paciente tem maior probabilidade de desenvolver insuficiência renal. Se houver danos nos rins, o médico provavelmente irá recomendar uma biopsia renal. Doenças renais geralmente não podem se reparados, o tratamento concentrar-se-á na desaceleração da doença e prevenir as suas complicações.
Uma complicação é a pressão arterial elevada (hipertensão), esta provoca danos nos rins. Os medicamentos utilizados para a hipertensão são chamados enzimas conversoras de angiotensina (ECA) e inibidores da angiotensina receptor bloqueadores (ARBs) para proteger a função renal. Estes medicamentos não só irão baixar a pressão arterial, mas também diminuir a perda de proteínas na urina. Devido a este efeito, estes são muitas vezes utilizados em Nefropatia IgA para proteger os rins. Estes medicamentos são bons mas têm determinados efeitos secundários, as mulheres grávidas não devem tomar inibidores da ECA ou ARBs porque podem intervir no desenvolvolvimento do feto. Pessoas com nefropatia por IgA podem desenvolver níveis elevados de colesterol assim devem iniciar uma dieta e tomar medicamentos para ajudar a reduzir o colesterol. Medicamentos, tais como prednisona pode ajudar a tratar Nefropatia por IgA, prednisona pertence a uma classe de medicamentos chamados corticosteróides. A Vitamina E pode ajudar a baixar o nível de proteínas na urina, mas não no sangue. Um dos mais novos agentes imunossupressores chamado micofenolato mofetil (MMF) também está a ser testado no tratamento de Nefropatia por IgA.

Sem comentários: